sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Pedrogão Pequeno celebrou Restauração


Dando continuidade a uma das muitas tradições desta terra, realizou-se no dia 30 de novembro a arruada da Restauração, com início junto ao edifício da Escola Primaria, a Filarmónica Aurora Pedroguense percorreu algumas ruas da Vila de Pedrogão Pequeno tocando o Hino da Restauração, sendo acompanhada por cerca de meia centena de populares, oriundos das Freguesias de Pedrogão Pequeno e Castelo.
 Finda a arruada ainda houve tempo para um breve convívio á volta de um café quentinho.
Mais uma vez se realizou esta manifestação patriótica que celebra um dos feitos mais importantes da história de Portugal, e que segundo alguns Pedroguenses mais antigos, já se realiza nesta Vila a mais de cem anos.
 
 

 

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Filarmónica vai realizar arruada do 1º de dezembro


Todos os anos quando o relógio da torre bate as doze badaladas que põem fim ao dia 30 de novembro e dão as boas vindas ao dia um de dezembro, a Filarmónica Aurora Pedroguense inicia a arruada do primeiro de Dezembro, interpretando o Hino da Restauração. Esta manifestação Patriótica tem como objetivo relembrar a Restauração da Independência Nacional ocorrida em 1640.

A origem de tal tradição nesta vila perde-se no tempo, mas tudo indica que terá tido a sua origem muito próxima da fundação da Filarmónica, e talvez possa ter sido influenciada por manifestações semelhantes ocorridas noutras localidades

Nos primeiros tempos esta arruada tinha início no “cabeço” (pequena elevação situada entre a traseiras do antigo hospital e a capela de Sta. Maria Madalena, também conhecido como “Monte Olivete”, que até há poucos anos atrás também era um local de confraternização dos Pedroguenses), segundo informação facultada por António Barata Duarte, que recordou este facto de conversas do seu pai, que foi músico durante bastantes anos (ingressou na Filarmónica muito próximo da sua fundação) e também foi Diretor e Maestro desta coletividade em algumas ocasiões entre 1915 e 1926.

Depois, esta arruada passou a iniciar-se junto à Escola Primária, hábito que chegou até aos nossos dias. Porque durante muitos anos a Escola Primária era o único edifício público civil desta vila e era lá também que a Junta de Freguesia tinha a sua sede.

Esta tradição tem-se mantido inalterada, com exceção de ou outro ano em que as condições climatéricas não permitiram a realização da arruada. Mas nessas ocasiões o Hino da Restauração foi sempre tocado nem que fosse dentro da sala de ensaio. Vem sendo hábito os Pedroguenses acompanharem a Filarmónica nesta arruada, embora ultimamente em número muito reduzido.

 Nem a recente medida governativa que aboliu o feriado do 1º de dezembro impediu que a Filarmónica mantivesse a tradição… mas este ano temos o ferido de volta…e quarta-feira as 23:55 la estaremos junto a escola primária para dar continuidade a tradição.

 

 

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Filarmonica raelizou "Borrego"


No passado dia 01 de Novembro a Filarmónica Aurora Pedroguense realizou mais um convívio do “ Borrego”. O evento iniciou-se com o hastear da bandeira da Filarmónica seguido de uma arruada pela Vila de Pedrogão Pequeno, depois veio a Missa e a romagem ao cemitério. Pelas 13:30 teve lugar o almoço convívio cujo prato principal foi borrego com manda a tradição.

No decorrer do almoço foi apresentado o músico Marcos Costa (Percussionista) único, que no corrente ano ingressou na Banda.
 Nos discursos da praxe, Luís Serra em representação dos músicos agradeceu a presença de todos referindo “é para vós que tocamos e ensaiamos, e os vossos aplausos é que nos motivam, obrigados pela vossa presença”
Francisco Rei, Presidente da Assembleia de Freguesia, de Pedrogão Pequeno, recordou que este evento demostra a aproximação que houve desta coletividade a população, recordando-o também como um dia de convívio, com historia e “historias”.
A Vereadora da Cultura, do Município da Sertã, Cláudia André referiu o ambiente familiar vivido nesta coletividade, destacando o esforço desta e Coletividade (a semelhança de outras) para o enriquecimento cultural do Concelho. O Presidente da Coletividade falou sobretudo paro o grupo, referido o esfoço e empenho dos músicos, recordando alguns concertos realizados no ano que finda, apelando a união e disponibilidade do grupo em torno de novos desafios.
Tendo este convívio contado com a presença de cerca de 160 participantes entre músicos, familiares, convidados, sócios e amigos da Filarmónica.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Romaria de N. Sra. da Confiança


Decorreu nos passados dias sete e oito de setembro na Vila de Pedrogão Pequeno a Romaria de N. Sra. da Confiança, este ano o ponto alto foi mais uma vez a imponente procissão realizada no dia sete, ao final do dia, naquela que é popularmente conhecida como a “noite do fogo”  e que levou a imagem de N. Sra. da Confiança, da Igreja Matriz ate ao seu Santuário. E que este ano contou com a presença de D. Antonino Dias, Bispo desta diocese de Portalegre e Castelo Branco, ainda neste dia, merece também destaque uma espetacular sessão de fogo-de-artifício.

No dia oito, apesar de ser um normal dia de trabalho para os habitantes das redondezas, merece destaque a moldura humana que participou nas cerimónias religiosas (missa e procissão) presididas também pelo Sr. Bispo.

Ao longo dos últimos dois seculos esta Romaria e a imagem aqui venerada foram ganhando projeção e o reconhecimento dos povos da região, ainda muito recentemente era frequente encontrar muitos devotos em peregrinação para esta Romaria, que pernoitavam nas imediações do Santuário, a fim de participarem nos dois dias de Romaria para pagarem as suas promessas, e agradecerem as graças recebidas.

Esta Romaria é das mais antigas da região, no longínquo ano de 1803 já neste magnifico monte, se realizou uma festa em louvor de N. Sra. da Confiança, naquela em que na época ainda era a capela do Calvário. Não havendo muitos pormenores sobre esses festejos julgamos que terão sido só religiosos. No ano de 1846 há pela primeira vez referencia a fogo e gaiteiros no dia da festa, portanto já teria também um lado “profano” e em 1857 surge pela primeira vez referencia ao fogo na véspera da festa, utilizando o autor e expressão “ fogo preso em jardim” e assim se foi enraizando a “noite do fogo”, e crescendo uma das mais imponentes Romarias do centro de Portugal.

sábado, 20 de agosto de 2016

Monte de N. Sra da Confiança vai ter plano de ordenamento.



O tão reclamado plano de ordenamento do monte de N. Sra. da Confiança, começa  a dar sinais de vida. Incluídas num plano mais abrangente, arrancaram no passado dia 07 de julho as obras de construção de uns sanitários públicos, esta obra faz parte de plano de ordenamento elaborado por técnicos do Município, que foi discutido e aprovado na Assembleia de Freguesia de Pedrogão Pequeno de 25 de junho último.

Este projeto visa nesta fase ordenar os arruamentos do emblemático monte Pedroguense e ciar algumas zonas de estacionamento sem descaraterizar o local, e é a primeira fase de um projeto mais abrangente, há muito reclamado pela população local e pelos muitos visitantes e que pretende tornar este local mais funcional e apelativo, preservando as suas características naturais, e algumas das suas edificações mais antigas.

domingo, 12 de junho de 2016

19º Festival de Folclore




No passado dia 04 de junho o Rancho Folclórico de Pedrogão Pequeno realizou o seu 19º festival de folclore.

O evento iniciou-se com uma missa na Capela de N. Sra da Confiança, onde participaram os grupos convidados.

Após o jantar o logradouro do edifício da “casa do povo” recebeu o festival que se iniciou pelas 21:30 com atuação do grupo da casa, seguiram-se, o Grupo de Danças e Cantares Alto do Moinho – Amadora, o Rancho Folclórico do Granho – Salvaterra de Magos, o Rancho Folclórico dos Marceneiros de Rebordosa – Paredes e o Rancho Folclórico e Etnográfico do Zagalho e Vale do Conde – Penacova.
O público compareceu em número razoável acabando algum por não presenciar o evento ate ao fim, fruto do brusco arrefecimento da temperatura. Fica uma palavra de apreço pelo esforço e trabalho do grupo da casa na realização de mais um evento.
 


 

terça-feira, 10 de maio de 2016

Filarmonica Aurora Pedroguense assinala 125º aniversario


A Sociedade Filarmónica Aurora Pedroguense iniciou no dia 08 de maio as comemorações do seu 125º aniversário. Além do concerto que teve lugar na capela de N. Sra. da Confiança, a Filarmónica também fez o acompanhamento musical da eucaristia dominical, a seguir a qual decorreu um almoço convívio para músicos, diretores e antigos diretores, onde foi destacado o papel de todos, os que ao longo destes 125 anos construíram esta coletividade. Deste dia sobressai a versatilidade musical desta agremiação, fruto do trabalho e dedicação dos seus músicos e Maestro.

As comemorações prosseguem até ao próximo dia 1 de novembro, estando previstas varias atividades que desvendarão um pouco mais do passado e presente desta emblemática coletividade da Vila de Pedrógão Pequeno.